29/05/2017

Reunião do Comitê Paritário nesta segunda-feira (29)

1. A Cedae insiste na escala 12x36

O Sintsama e os demais sindicatos foram firmes na defesa da escala 24x72. Diante disso, foi sugerido realizar uma reunião, dos sindicatos em conjunto com a Cedae, no Ministério do Trabalho com a finalidade de regulamentar a escala.

 

2. Sobre as promoções

A Cedae informou que os estudos de avaliação estão em andamento e que a proposta é viabilizar as promoções a partir de agosto, dependo aval do governador.

 

O Sintsama cobrou o cumprimento do ACT que trata de priorizar a antiguidade nas promoções, sem prejuízo das correções de injustiças anteriores e também incorporar os sindicatos no acompanhamento das avaliações, como já tinha sido acordado no ano passado em reunião do CPRH.

 

3. Sobre a Participação dos Resultados (PR)

A Cedae informou que prepara uma proposta como a do ano passado, mas que isso também depende do aval do governador.

 

O Sintsama criticou intensamente a falta de autonomia da Cedae, que reduziu a mão de obra e que aumentou o lucro da empresa em mais de 50%, em 2016, além do ganho com a vitória no STF com a devolução dos impostos.

 

Por isso, o Sintsama defendeu a PR de R$ 5.550,00 como está na proposta encaminhada pelos sindicatos. A empresa ficou de levar essas considerações para avaliação.

                                          

4. Sobre as horas extras da escala

A Cedae informou que até o dia 10 dará uma posição final. Os sindicatos informaram que caso não se resolva por negociação, entrarão com ação coletiva em defesa do direito adquirido pelos trabalhadores em escala.

 

5. Sobre o reajuste

A diretora de RH informou que fará uma reunião específica com esse tema em breve.

 

Por fim, o Sintsama informou na mesa que buscará também uma reunião direta com o governador para acelerar a solução desses problemas.

  • Recomende (compartilhe) ou Curta esta Postagem.

Nossa rede social:

Clique acima para Edição Atual

NASCENTE