Privatização da água começa a mostrar suas garras

Nesta sexta-feira, dia 8, o Diário Oficial trouxe a novidade do reajuste de 9,8%, aproximadamente, na tarifa de água. Esse é só o primeiro de muitos aumentos que virão pela frente com essa privatização irregular da água. Algo que já alertávamos há tempos e que pesará ainda mais no bolso dos menos favorecidos. A gestão assistida entre Cedae e a Aegea (uma das empresas vencedoras do leilão), que teria que ser de seis meses, passou para somente três meses. Agora, a Aegea já assumiu os serviços de cobrança de água e esgoto já contemplada com um generoso aumento nas tarifas. Além disso, é importante a população saber que na Baixada Fluminense e no interior do Estado, a Cedae não cobra o esgoto, mas a partir da privatização será cobrado e logo teremos também esse aumento, e um outro de 100%. Por que? O valor que hoje pagamos na água será dobrado (com o esgoto passando a ser cobrado). Isso é só o início do que vem por aí com a privatização da Cedae. Água é vida e não pode ser tratada só pelo lado financeiro, temos que nos preocupar com o lado social e só uma empresa pública cumpre esse papel. Empresas privadas estão apenas preocupadas com o seu lucro financeiro. Por isso, sempre defendemos que os deputados na Alerj se posicionassem em relação ao que estão fazendo com o saneamento no Estado do Rio de janeiro. Água não é mercadoria. Queremos uma Cedae forte, prestando um serviço de qualidade para a população, que universalize o atendimento. FIM DA CONCESSÃO DA CEDAE JÁ!! Humberto Lemos Presidente do Sintsama-RJ

280 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nossa rede social:

Notíciais da sua Empresa.png