31/07/2019

Todos na Alerj no dia 7 de agosto (quarta-feira), às 12h

Vamos denunciar o assédio moral e a escala abusiva 12x36

 

No dia 7 de agosto, os sindicatos unificados, junto com os trabalhadores, vão entregar a todos os deputados estaduais um dossiê denunciando o assédio moral da direção da Cedae contra os trabalhadores e denunciando a escala 12x36, que rasga o acordo coletivo de trabalho (Cláusula 49).

 

É fundamental a presença de todos os cedaeanos neste dia, para fortalecer nossa relação positiva com a Alerj.

 

Na assembleia lotada e unificada, os trabalhadores ouviram e compreenderam que esse processo de impor a escala 12x36 está dentro do projeto maior, que é o de desmonte da companhia para favorecer a privatização. Também diretamente ligado a perseguição aos dirigentes sindicais e ataques aos sindicatos.

 

Por isso, a necessidade de maior unidade e participação de todos os trabalhadores, fortalecendo as entidades sindicais.

 

Ao longo da história, em mais de 20 anos, os sindicatos de saneamento têm sido a principal resistência contra a tentativa de privatização da Cedae pública. Com isso, temos conseguido superar os seguidos governos estaduais que tentaram desmontar a nossa companhia.

 

Agenda de resistência contra a escala abusiva 12x36:

 

- Dia 01 de agosto (quinta-feira), reunião na Alerj com o presidente da Comissão de Saneamento, Gustavo Schmidt, às 18h.

 

- Dia 6 de agosto (terça-feira), reunião na Superintendência Regional do Trabalho (Av. Presidente Antônio Carlos, 251, centro do Rio), às 14h.

 

- Dia 7 de agosto (quarta-feira), concentração às 12h, na Alerj, para percorrer os gabinetes dos deputados.

 

Também foi aprovado na assembleia a recusa unânime da escala 12x36. Além disso, a categoria decidiu fazer uma grande mobilização para recolher assinaturas contra a implementação da escala 12x36.

 

Continuidade nas ações jurídicas para combater a escala 12x36

 

A assessoria jurídica do Sintsama-RJ informou na assembleia que existem várias fundamentações que validam a escala 24x72, como:

 

- Acordo Coletivo assinado

- Amparo na Constituição Federal

- Amparo na CLT, entre outros.

 

Isso contribui na ação da justiça para derrubar a liminar da empresa.

 

Lembre-se: Assédio Moral no serviço público é crime (Lei nº 3921, de 23 de agosto de 2002).

 

Denuncie no Ministério Público do Trabalho. Acesse https://mpt.mp.br/. Depois clique em "Denuncie" e coloque o seu Estado. Não é preciso se identificar, a denúncia é anônima. Isso vai nos ajudar nas ações judiciais.

  • Recomende (compartilhe) ou Curta esta Postagem.

Nossa rede social:

Clique acima para Edição Atual

NASCENTE