21/02/2019

CAC: Sobre os planos Cedae-Saúde e Sabesp

 

Algumas observações do acordo feito entre a Sabesp e AAPS (Associação dos Aposentados e Pensionistas da Sabesp). Quando as partes interessadas dialogam com transparência e vontade de resolver o resultado é alcançado. Mas isto é o que não está acontecendo na CAC, pois estão tentando impor aos trabalhadores um absurdo.

 

Vamos fazer algumas ponderações no novo modelo do plano Sabesp, que alguns falaram em reuniões na CEDAE, que não prestava, vamos analisar:

 

- Sabesp repasse: R$ 16,8 milhões

- Contribuições dos trabalhadores R$ 2,6 milhões (2,37% do salário)

- Aumento máximo para cálculo de todos planos 10,14% (FIPE- Saúde)

- Aumento para os trabalhadores imediatamente = 0%

- Aumento 2019 e 2020 = Apenas pelo Dissídio coletivo

- Com participação = diminuição de 56%

- Aposentados e ex-empregados = diminuição de 4,1%

- Agregados e designados = aumento 5,3%

- Pais dependentes = aumento de 135,6%

 

Por isso que estamos falando que a CEDAE-Saúde é o plano mais caro do Brasil. A Sabesp resolveu a situação dos ativos, aposentados, pensionistas, dependentes, agregados e designados, porque juntos chegaram a uma solução.

 

Nós, do Sintsama-RJ, estamos abertos ao diálogo para resolvermos esse monstro que estão tentando impor aos donos da CAC, que são os trabalhadores. Vale lembrar que para a criação da CAC abrimos mão de 4,5% do nosso pagamento.

 

Humberto Lemos - Presidente do Sintsama-RJ

SABESP (clique abaixo): 

 

 

 

 

 

  • Recomende (compartilhe) ou Curta esta Postagem.

Nossa rede social:

Clique acima para Edição Atual

NASCENTE