O que comemorar neste 1° de maio?


Os trabalhadores brasileiros estão há algum tempo sendo massacrados com reformas que deveriam mais se chamar demolição. Ao mesmo tempo já são mais de 14,4 milhões de desempregados. Portanto, a classe trabalhadora tem muito pouco o que comemorar nesta data tão especial.


Mesmo assim seguimos na resistência e luta para anular o famigerado leilão da Cedae ocorrido ontem.


Não vamos esmorecer, vamos pedir uma audiência ao ministro do STF, Luiz Fux, em defesa dos empregos de 4.000 trabalhadores. Não aceitaremos nenhuma demissão.


Trabalhadores, seguimos na resistência, com muita luta vamos reverter essa situação, não vamos baixar a cabeça. Seguimos firmes e fortes.


Humberto Lemos - Presidente do Sintsama-RJ

227 visualizações0 comentário